Sobre a arte de recepcionar, atender e apresentar o consultório odontológico

Compartilhe:

Descubra algumas dicas ideais de postura no consultório. A recepção não é somente o lugar por onde passam as pessoas, mas o primeiro contato presencial do cliente com a empresa. Recepcionar requer prática, disciplina, carinho e paciência.

Em alguns dos artigos que escrevi para esta coluna, mencionei que entendo perfeitamente a dificuldade para se contratar alguém que traga consigo essas características que mencionei acima. Uma das saídas é empregar alguém que possua ao menos os atributos essenciais, sendo que o restante cabe a você orientar e treinar constantemente.

É claro que cada organização tem suas peculiaridades e todas as sugestões devem ser lidas com cautela e adequações devem ser realizadas dentro cada necessidade específica de sua empresa.

A postura indicada durante um atendimento está descrita a seguir:
- Modo de falar: mantenha o tom de voz suave e baixo, e não use gírias com os clientes;
- Dê atenção total aos clientes e colaboradores: durante a comunicação olhe nos olhos da pessoa, demonstre interesse e atenção projetando o corpo na direção dela, sem cruzar os braços, e interagindo por meio de expressões faciais;
- Recepção: sempre cumprimente o cliente com sorriso no rosto e entusiasmo;
- Ética profissional: os planejamentos ou protocolos de conduta de outros profissionais não devem ser julgados na frente do paciente;
- Quando o paciente chega: o recepcionista e os demais colaboradores que estiverem na recepção ou passarem por ela deverão olhar para a pessoa, demonstrando que perceberam sua presença e cumprimentá-la;
- Circulação: quando os profissionais não estiverem em atendimento, devem ficar dentro dos consultórios de porta fechada ou em locais de descanso reservado pela organização.

Insisto em dizer que os detalhes fazem a diferença. Quantas vezes você já foi a um lugar e não gostou, mas teve dificuldade de explicar os motivos do descontentamento? Isso é comum e ocorre porque foram diversos pontos que levaram à insatisfação: uma recepcionista apática, a falta de uma explicação mais detalhada, um cheiro ruim. Mas, por mais que não seja possível lembrar os motivos, a sensação ruim, o sentimento de não ter sido bem atendido fica com você e geralmente acabamos justificando nossa insatisfação acusando o fornecedor e seus serviços.

É importante lembrar que a melhor forma de ensinar ou criar uma cultura é através do exemplo. Não importa se você tem uma equipe com vários dentistas e auxiliares ou apenas uma recepcionista, as pessoas devem enxergar a forma como você se porta como um exemplo a ser seguido e replicado.

Fonte: Implant News Prótese News. Disponível em: http://www.inpn.com.br/Materia/OdontologiaNegocios/132435. Acesso em: 01/11/2019.
Imagem: Dollarphotoclub