Qual é o foco da sua clínica odontológica?

Compartilhe:

Focar o negócio é importante, pois tentar atrair todos os compradores em potencial em um mercado como o da Odontologia, não é uma tarefa realista. Os consumidores diferem em necessidades e comportamentos de compra, e isto já é suficientemente complicado de atender, tornando-se mais desafiador para um entregador de serviços que, muitas vezes, tem mais habilidade para atender a um tipo de cliente e possui recursos escassos para aplicar em seu negócio. Assim, vale a pena manter um foco na clínica para que você utilize seus esforços nos consumidores que melhor poderá atender, valorizando seus recursos, suas competências e obtendo maior rentabilidade.

O foco pode ser descrito em duas dimensões: mercado e serviços. O primeiro está relacionado a atender muitos ou poucos mercados, já o segundo está relacionado a oferecer muitos ou poucos serviços. Diante disso, apresento as quatro estratégias possíveis para o seu negócio em Odontologia:

- Totalmente focado: faixa limitada de produtos (podendo ser até mesmo um único produto principal) a um segmento específico e restrito, como fornecer manutenção de implantes. Com experiência reconhecida neste nicho, você poderia gerar proteção contra concorrentes e se permitir cobrar preços superiores, além de ser um serviço com um mercado crescente e para longos períodos.

- Focado em mercado: um exemplo seria o atendimento odontológico a diabéticos. Trata-se de um segmento estreito, mas tem amplo leque de serviços.

- Focado em serviços: imagine uma rede especializada apenas em clareamentos e facetas, um leque estreito de serviços para um mercado amplo. Poderia trabalhar com diferenciais relacionados a tempo e garantias de qualidade, atendendo demandas de pessoas que têm pouco tempo e necessidade de resultados práticos, rápidos e notórios.

- Sem foco: a maior parte das clínicas situa-se nesta categoria, pois tenta atender mercados amplos e fornece grande variedade de serviços. O perigo é tentar “ser tudo para todos”, sem se especializar em nada e, em geral, essa não é uma boa ideia. Olhe para o mercado e veja como “oferecer tudo para todos” tem se tornado tarefa de grandes organizações, com grandes investimentos, geralmente realizados por grupos que controlam empresas no mundo todo. Reflita, pois talvez não seja com eles que você deseja competir.

Fonte: Implant News Prótese News. Disponível em: http://www.inpn.com.br/Materia/OdontologiaNegocios/132152. Acesso em: 14/10/2019.