Dicas de gestão financeira para clínicas odontológicas

Compartilhe:

A gestão financeira é um dos pontos mais importantes para um negócio saudável. Confira algumas dicas de gestão financeira para Clínicas Odontológicas.

Para ter sucesso com sua clínica odontológica é preciso se atentar a uma série de fatores que vão além dos equipamentos de ponta, tecnologia e bom atendimento. Ter um bom controle financeiro é extremamente necessário para que seu negócio cresça de forma sustentável e equilibrada.

Conheça suas despesas e receitas

Conhecer as despesas e as receitas da sua clínica é ponto essencial para uma jornada de sucesso, deixando as contas em dia e tornando sua clínica mais rentável.
Receita: É basicamente o faturamento, valor total recebido pelos serviços da clínica durante o mês. Não deve ser confundido com o lucro, que considera a dedução dos custos fixos, variáveis e impostos da receita total bruta.

Custos e despesas fixos: Clínicas odontológicas têm alguns custos e despesas fixos, ou seja, que devem ser desembolsados todos os meses para que seu negócio continue funcionando. Neste caso, podemos colocar os custos e despesas relacionados a contas fixas, salários e alugueis, por exemplo.

Custos e despesas variáveis: São aqueles custos que variam de acordo com a sua produção. Isso deve incluir custos com materiais, comissões e outros que dependam diretamente do volume de serviços realizados durante o mês. Para ficar mais claro, vamos tomar por exemplo a matéria-prima: quanto mais pacientes você atender, maior o volume de materiais que serão consumidos. Por este motivo, esse custo deve ser contabilizado como um custo variável.

Separe sua conta pessoal da conta jurídica

Especialistas são unânimes num ponto que pode parecer óbvio, mas é o que causa problemas na grande parte dos negócios: separe sua conta pessoal de sua conta jurídica!

Não cair na armadilha de usar renda pessoal para investir na clínica ou ainda, retirar dinheiro do caixa para contas pessoais pode gerar uma bola de neve incontrolável.

Tenha tudo registrado

Registrar a movimentação financeira de sua clínica também é essencial.

Saber os gastos com água, luz, funcionários, suprimentos e outros, precisam estar na ponta do lápis para que você veja com clareza qual a rentabilidade do seu negócio e possa tomar decisões estratégicas quando necessário.

Conte com apoio na contabilidade

Outra dica é contratar uma empresa especializada. Não é preciso entender de tudo, não é mesmo?

Apesar de necessário entender o setor financeiro de seu negócio para tomar decisões certas e estar por dentro do que acontece com investimento, ter uma empresa especializada em controle financeiro para lidar com as burocracias e oferecer orientações, você consegue focar em outras áreas que são de sua competência.

Softwares de gestão são grandes aliados

Por fim, lembre-se que tecnologia também está a favor da saúde financeira de sua clínica. Aposte em softwares de gestão, eles aperfeiçoam os processos e otimizam o tempo. Tal característica contribui com a organização da clínica como um todo, além, é claro, de controlar as finanças.

Os aparatos tecnológicos também facilitam o acesso às informações dos pacientes e fornecem os dados necessários para agilizar as consultas, o que aumenta a produtividade da equipe.

Fonte: CoifeOdonto. Disponível em: http://coifeodonto.com.br/dicas-gestao-financeira-clinicas-odontologicas/. Acesso em: 22/07/2019.