Você conhece realmente a pessoa que está trabalhando ao seu lado?

Compartilhe:

Há muito tempo observo o comportamento das pessoas que formam as equipes de atendimento dos nossos clientes. Na busca de encontrar indivíduos dispostos a colaborar para o crescimento da organização, através da conquista de objetivos coletivos, são conscientes de que o êxito profissional e pessoal é resultado desse esforço.

Tarefa árdua, pois o que normalmente encontramos são pessoas com o velho perfil do funcionário padrão, que possui algumas características bem distintas:
- Sofre dos males provocados pela “síndrome do domingo à noite”;
- Confunde totalmente o valor do salário – trabalha mal porque acha que ganha pouco, mas não se esforça para realizar um trabalho excepcional e, assim, ser recompensado;
- Detesta trabalhar;
- Ignora o valor da raridade em relação à importância das pessoas.

Porém, por mais árdua que a tarefa seja, sempre orientamos os nossos clientes a não pecar pela omissão e pela falta de investimento no desenvolvimento de sua equipe. Diferente do pensamento comum, não é responsabilidade dos líderes motivarem as pessoas, mas sim promoverem a mobilização de suas equipes para alcançarem os objetivos coletivos.

Assim, cito abaixo algumas atitudes que podem contribuir para essa mobilização:
- Esteja pronto para servir sua equipe – fique atento aos sinais de carência;
- Mantenha a paixão e o brilho nos olhos;
- Seja justo e honesto – julgue o pecado, não o pecador;
- Seja um bom ouvinte – demonstre interesse real pelas pessoas;
- Desenvolva a habilidade de influenciar as pessoas;
- Cobre comprometimento de todos;
- Pratique o elogio;
- Recompense o esforço e o trabalho excepcional;
- Conheça quais são os agentes motivadores individuais de cada pessoa da sua equipe, pois só assim você poderá contribuir para sua evolução pessoal.

E como diria o inteligente e saudoso Dale Carnegie, autor do best seller “Como fazer amigos e influenciar pessoas”: “É ingenuidade acreditar que as pessoas reagirão sempre favoravelmente a tais abordagens de relacionamento humano, mas a experiência mostra que com esses princípios é possível mudar mais atitudes, e se você aumentar sua probabilidade de sucesso nas relações em apenas 10%, você se tornará 10% mais eficiente como líder”.

Portanto, não se conforme, arregace as mangas e faça certo aquilo que deve ser feito!

Marinho Pinheiro Teixeira, Cirurgião-dentista – Unicid; MBA em Gestão e Marketing na Área da Saúde – São Leopoldo Mandic; Formação de Auditores Odontológicos – Fundecto; Coordenador Geral do Núcleo de Gestão e sócio do Altera – Centro de Inteligência em Serviços.

Fonte: Implant News Prótese News. Disponível em: http://www.inpn.com.br/Materia/OdontologiaNegocios/51639. Acesso em: 06/02/2019.