Notícias

Aqui você confere todas as notícias do ramo odontológico.

Será que você faz certo? Dentista ensina a mastigar

Blog

Será que você faz certo? Dentista ensina a mastigar

Você sabe se mastiga corretamente? Segundo o cirurgião dentista Luís Marcelo Sêneda, da SM Oral Care Clínica Odontológica, a mastigação inadequada pode causar dor, inflamações e disfunção da articulação temporomandibular. “Alguns problemas bucais, como a DTM ou a má oclusão, podem prejudicar a mastigação”, diz o dentista.
Mastigar corretamente assegura um processo de digestão mais equilibrado e ajuda o cérebro a entender a saciedade, evitando o consumo excessivo de alimento. “A forma correta de mastigar é fazer movimentos verticais e circulares que permitem uma mastigação efetiva e beneficiam a contração ligeira dos músculos da língua e da boca como um todo”, afirma Sêneda.
O dentista explica que o posicionamento dentário incorreto (má oclusão) influencia na mastigação, o que pode comprometer até a fonética. Isso implica, ainda, na saúde emocional. “A saúde global também requer saúde psíquica, emocional e não apenas a saúde física. Muitas vezes dores na face ou insatisfação com a estética podem estar associadas à má oclusão e isso causa o chamado desconforto emocional. Conviver com dor pode levar ao mau humor”.
Se você desconfia que tem algum problema mastigatório, o melhor caminho é procurar o dentista. O tratamento depende do diagnóstico, que pode ser ATM, ortodôntico ou mesmo dor de dente.

Confira algumas dicas:

1. Mastigue os alimentos pelo menos trinta vezes;
2. Além dos movimentos verticais, faça movimentos circulares com a mandíbula, durante a mastigação;
3. Distribua os alimentos homogeneamente nos dentes do lado direito e do lado esquerdo;
4. Solte os talheres para prestar atenção no ato de mastigar.
5.Coloque pequenas quantidades de alimento na boca e mantenha a boca fechada.

Aprenda o autoexame da mastigação correta

• Mastigar é um ato mecânico, automático, que não recebe a menor atenção no dia a dia. Acontece que a maneira de mastigar e o número de repetições é muito importante para que o restante do processo de digestão do alimento seja concluído com sucesso, além de interferir diretamente na saúde bucal.
• Para ver se há algum problema, basta fazer o autoexame. É só ficar na frente de um espelho e observe atentamente dois pontos: se um ombro é mais alto do que o outro e se, ao sorrir, o meio dos dentes de cima não está alinhado com o meio da arcada de baixo. Caso haja alteração, é hora de procurar um especialista.
• O recomendado é que os alimentos sejam mastigados por no mínimo 30 vezes, dependendo se são sólidos, pastosos ou líquidos e devem ser distribuídos homogeneamente nos dentes do lado direito e do lado esquerdo. Também é importante prestar atenção em dicas básicas, como colocar pequenas quantidades de alimento por garfada, comer devagar e manter a boca fechada.
• O desenvolvimento da mastigação começa desde o primeiro dia de vida, com a amamentação. A força que o bebe faz para sugar o leite estimula a musculatura facial e é muito importante para o desenvolvimento ósseo. Bebês que não mamam podem se tornar adultos que só respiram pela boca e, com isso, mastigam apenas de um lado para conseguir respirar durante a refeição.
• A goma de mascar pode ser uma boa fisioterapia para as glândulas salivares. O ideal é mascar por 20 minutos, duas vezes ao dia. Isso aumenta a salivação, como também massageia as glândulas salivares.

Fonte: Saúde Terra. Acesso em: 11/11/2015. Disponível em: goo.gl/zziS0i