Notícias

Aqui você confere todas as notícias do ramo odontológico.

Odontologia além dos dentes

Blog

Odontologia além dos dentes

O papel do cirurgião-dentista em suas consultas diárias vai além de examinar dentes. É muito importante que seja realizada uma avaliação completa do paciente no que diz respeito à boca, incluindo língua, gengiva, tecidos internos e até garganta. Veja o que deve ser observado em uma consulta odontológica além dos dentes.

Exame de Gengiva
Junto com os ossos, a gengiva ajuda na sustentação dental. Caso ocorra alguma inflamação nesta região, é função do CD tomar providências para reverter o quadro. Para detectar problemas, é importante se atentar a sinais como: sangramento, gengiva avermelhada, inchada e sensível.

Tecidos internos da boca
Um problemas bastante comum identificado na mucosa bucal é a afta, lesão que merece maior atenção, pois quando perduram por mais de duas semanas podem ser sinais até de câncer bucal.

Análise da língua
A língua é considerada um órgão indicador de doenças. Quando saudável, deve ser rosa, com superfície lisa e homogênea. Qualquer alteração tanto de cor quanto de forma e tamanho pode indicar desde anemia e falta de vitaminas até câncer oi Aids.

Teste de oclusão
Atenção ao encaixe entre a mandíbula e a maxila. Problemas de oclusão (ou moridadas) passam facilmente desapercebidos pelos pacientes e, portanto, cabe ao dentista identificar estes casos logo na primeira consulta e evitar complicações.

Dê olho na saliva
Também está entre as funções do CD avaliar o volume, a viscosidade e a densidade da saliva. No entanto, segundo pesquisa realizada pela Universidade de Brasília, apenas 7% dos dentistas costumam avalia-la. O baixo fluxo pode ser a causa de mal hálito, facilitar o surgimento de infecções e cáries, além de poder causar amidalite, faringite, esofagite e até úlcera.

Garganta
Se a garganta estiver inflada poderá ser a causa de problemas bucais como ressecamento de mucosa, respiração bucal e inflamação das amídalas.

Exame do rosto
Um dentista poderá identificar problemas de desenvolvimento da mandíbula, musculatura ou algum tipo de má oclusão apenas de olhar o rosto de um paciente. Algum destes fatores poderá alterar o formato da face e alguns tipos de cirurgias corretoras poderão ser indicadas.

Pescoço
O cirurgião-dentista tem ganhado importante papel na detecção precoce de doenças de cabeça e pescoço. O inchaço no pescoço, por exemplo, pode indicar inflamação nos gânglios linfáticos que, por sua vez pode ter sido provocada até por infecção dentária.

Atenção aos ruídos
Os dentistas também têm como função examinar as articulações que ligam o crânio à mandíbula e, por isso, devem estar atentos aos ruídos quando o paciente abre e fecha a boca. Além disso, o grau de abertura deve ser avaliado. Pessoas que apresentam disfunção da ATM costumam se queixar também de dores de cabeça, ouvido e dente.

Mau hálito
Este quesito provavelmente será o primeiro problema a ser percebido. A identifica-lo, o CD poderá fazer uma avaliação mais criteriosa da higienização bucal do paciente, assim como a presença de placas bacterianos e saburra lingual, por exemplo.

Fonte: ABO - Associação Brasileira de Odontologia. Acesso em 14/08/ 2015. Disponível: goo.gl/6VvgSz