Notícias

Aqui você confere todas as notícias do ramo odontológico.

Influência da espessura dos tecidos na colocação de implantes em pacientes com pouca disponibilidade óssea

Notícias

Influência da espessura dos tecidos na colocação de implantes em pacientes com pouca disponibilidade óssea

Por que é interessante: apesar de todos os avanços técnicos e biológicos nos implantes dentários, a reabsorção óssea ao redor dos implantes colocados imediatamente após a extração pode ainda representar um desafio para o clínico. Para reduzir a reabsorção óssea ao redor de implantes imediatos, fatores como a espessura gengival, o uso de materiais de enxerto e as técnicas cirúrgicas têm sido investigados. Assim, este estudo teve o objetivo de avaliar a influência da espessura gengival e do enxerto ósseo na remodelação do osso vestibular após a colocação de implante imediato em pacientes com pouca espessura de osso vestibular, usando a técnica flapless (sem retalho).

Desenho experimental: as gengivas de oito cães foram incisadas em um lado da mandíbula, pré-molares foram extraídos sem retalho e quatro implantes foram instalados em cada lado a 1,5 mm do osso vestibular. Essas áreas foram randomizadamente nomeadas em: GT (grupo-teste) = gengiva fina; GT + ME (grupo-teste + material de enxerto); GC (grupo-controle) = gengiva normal; e GC + ME (grupo-controle + material de enxerto). Após 12 semanas, os cães foram sacrificados e as amostras foram processadas para análises histológicas.

Os achados: inicialmente, todos os animais exibiam um osso vestibular fino. As análises histológicas sugeriram que a perda óssea vestibular ocorreu após a colocação dos implantes imediatos, mesmo com a técnica sem retalho. Em todos os grupos experimentais, o gap vestibular foi preenchido com osso recém-formado e o nível ósseo estava levemente apical ao nível do implante. Não houve diferenças estatísticas significantes entre os grupos para os parâmetros histomorfométricos.

Comentários: o presente estudo mostrou que a espessura do osso vestibular foi um fator fundamental na reabsorção óssea, mesmo com o uso da técnica sem retalho. Além disso, mostrou que a espessura gengival ou a adição de um biomaterial em um gap em um osso vestibular fino parece não influenciar na reabsorção óssea vestibular, apesar da técnica sem retalho, para colocação dos implantes.

fonte: INPN, escrita por Rafaela Videira
imagem retirada de http://implantedentarioprecos.com.br/implante-dentario-precisa-de-anestesia-geral/