Notícias

Aqui você confere todas as notícias do ramo odontológico.

Ficar sem escovar os dentes aumenta chances de inflamação

Notícias

Ficar sem escovar os dentes aumenta chances de inflamação

Seja sincero, como está a sua higiene bucal? Se não estiver caprichada, melhor repensar seus hábitos. Pesquisa realizada para uma série da BBC mostra que boca mal cuidada pode prejudicar o sistema imunológico. A inflamação crônica da gengiva, por exemplo, pode ainda aumentar as chances de doenças como demência e diabetes. Os dados são do jornal Daily Mail.

Para a série, o infectologista Christoffer Van Tulleken ficou duas semanas usando um protetor de gengiva de um lado da boca enquanto escovava os dentes, de modo que aquele lado não ficava limpo. Depois desse período, escovou todos os dentes e notou sangramento da gengiva por ter desenvolvido doença de gengiva (gengivite) suave.

A análise de Iain Chapple, professor da Faculdade de Odontologia da Universidade de Birmingham, na Inglaterra, mostrou que, por não escovar os dentes por apenas duas semanas, o médico havia danificado o seu sistema imunológico. Testes de laboratório apontaram que as suas células brancas do sangue, os soldados do sistema imunológico, haviam se tornado menos eficazes em avançar contra um invasor infeccioso quando apresentadas a eles. Sendo assim, todo o corpo ficou inflamado como resultado de uma infecção na gengiva.

A ciência já revelou que inflamação crônica afeta seriamente o resto da saúde. Está fortemente ligada ao desenvolvimento de doenças, como patologias cardíacas, diabetes tipo 2, doença de Alzheimer, acidente vascular cerebral e câncer. Portanto, se deixar a doença de gengiva se tornar crônica, pode ter danos irreversíveis.

Padrão alimentar
O momento da alimentação pode interferir na saúde dos dentes. Se você come açúcar, há um período de perigo em que o esmalte está em risco de erosão devido ao ambiente ácido que surge, que irá se corrigir se durar pouco. Então, se consumir doces no café da manhã, almoço e jantar, não há problema. Mas, se você ingerir exatamente a mesma quantidade de açúcar, mas em intervalos de cinco minutos ao longo do dia, sua boca vai permanecer ácida durante todo o dia, elevando o perigo.

Para comprovar esse detalhe, a série propôs um experimento a uma família composta pelo casal e seis filhos. Metade dos integrantes comeu doces várias vezes entre as refeições, enquanto a outra metade os consumiu apenas ao final delas. Ao medir a acidez da boca a cada hora, constatou-se que os níveis eram mais perigosos nos que ingeriram mais vezes ao longo do dia.

Escovas baratas X escovas caras elétricas
Não é a qualidade do pincel que conta. A qualidade e a duração da escovação que realmente fazem a diferença. “Não enxaguar e não cuspir é crucial. A única coisa útil na pasta de dentes é o flúor e você quer que ele fique em seus dentes durante toda a noite? Portanto, não enxague e cuspa enquanto escova ou mesmo depois”, escreveu o médico Tulleken.

Kits de clareamento não funcionam
Para muitas pessoas, higiene dental não é suficiente, elas querem dentes mais brancos. Uma pesquisa realizada no ano passado pela Mintel constatou que mais de 1 em cada 10 britânicos tinha usado um produto de clareamento no mês anterior.

Mas os kits de clareamento à venda em mercados e farmácias não funcionam. Uma pesquisa com quatro kits diferentes e 12 voluntários para testá-los mostrou que não houve diferença visível na coloração dos dentes. Isso ocorre porque há níveis máximos de segurança permitidos de agente de branqueamento para evitar danos ao esmalte do dente. Apenas tratamentos com dentistas são eficazes.

O médico Tulleken também testou um kit. Depois de 10 dias, não notou diferença visível, apenas o tornou mais consciente do amarelecimento do seu próprio sorriso. E, como dentistas explicaram, amarelecimento não é um sinal da saúde dos dentes, mas é principalmente genético. O interior do dente é amarelo e, por isso, se seu esmalte é translúcido, mostra mais do lado interno.

Fonte: Saúde Terra - http://saude.terra.com.br/