Notícias

Aqui você confere todas as notícias do ramo odontológico.

Dirigindo pessoas: a força da liderança

Notícias

Dirigindo pessoas: a força da liderança

A gestão de pessoas é a tarefa mais intensa, estressante e difícil de uma organização, principalmente quando presta serviços em que o relacionamento humano entre as pessoas da organização e os clientes é direto.

Portanto, é imprescindível ser um bom líder ou gestor antes de exigir alto desempenho dos colaboradores. Assim, o feedback da equipe à forma de liderar será favorável ao aumento de performance e melhora do clima organizacional.

Abaixo, cito algumas ações que podem contribuir para o aperfeiçoamento da capacidade gestora:
- Aja sempre em caráter de urgência: se identificou um problema ou falha de conduta, não perca tempo e resolva imediatamente. Ao perceber que um colaborador está inseguro ou desconfortável com alguma situação, preste auxílio e esteja pronto para servi-lo. Sempre esteja preparado para praticar o elogio sincero;
- Preste atenção aos detalhes: esteja preparado para revisar e adequar constantemente os processos de atendimento, buscando a evolução contínua e a superação das expectativas dos clientes;
- Seja passional: tenha a capacidade de influenciar as pessoas pela sua paixão, força de caráter e, principalmente, vontade;
- Mobilize as pessoas para que busquem objetivos coletivos, assim, serão beneficiadas individualmente pelo esforço e contribuição;
- Comunique-se sempre e seja honesto em suas relações;
- Permita o erro: quando ele acontecer, não perca a oportunidade de utilizá-lo a favor do aprendizado;
- Seja justo ao avaliar um erro: procure identificar os motivos que o provocaram antes de acusar ou criticar um colaborador;
- Dê bons exemplos para que sua equipe confie plenamente em você.


Da mesma forma, existem comportamentos e atitudes que interferem no bom relacionamento entre o comando e a equipe e, portanto, devem ser evitados:
- Centralização (dificuldade para delegar);
- Desânimo (facilidade para se desmotivar);
- Preguiça (propensão para não trabalhar);
- Grosseria (faltar com o respeito);
- Mau humor (nervosismo, aborrecimento e agressividade).

Para terminar, vou citar uma frase de Dale Carnegie, autor do best seller Como fazer amigos e influenciar pessoas: “É ingenuidade acreditar que as pessoas reagirão sempre favoravelmente a tais abordagens de relacionamento humano, mas a experiência mostra que, com esses princípios, é possível mudar mais atitudes, e se você aumentar sua probabilidade de sucesso nas relações em apenas 10%, você se tornará 10% mais eficiente como líder”.

Portanto, não se conforme, arregace as mangas e faça certo aquilo que deve ser feito!

fonte: inpn, escrita por Marinho Pinheiro Teixeira
imagem retirada de https://gestaodeequipes.wordpress.com/2010/02/11/novos-desafios-em-gestao-de-pessoas/