O que é Anquilose Dentária?

Compartilhe:

A Anquilose Dentária é a fusão anatômica entre a raiz do dente e o osso. Talvez você não saiba, mas os dentes não são fixos diretamente ao osso da mandíbula e das maxilas; existe um “sistema de amortecimento” chamado ligamento periodontal, a Anquilose se estabelece justamente quando o ligamento periodontal não está presente.

Como saber se meu dente está Anquilosado?

A Anquilose pode ser diagnosticada pelo exame clínico. Uma característica bem marcante de um dente anquiloso é que ele fica em infra-oclusão, ou seja, mais baixo que os outros dentes. Na dentição mista (quando a criança tem na boca uma mistura de dentes de leite e dentes permanentes) o dente de leite anquilosado pode não amolecer e até impedir que o dente permanente correspondente nasça. Ao exame radiográfico, o espaço do ligamento periodontal (uma linha mais escura em volta da raiz do dente) desaparece, indicando a fusão do cemento da raiz com o osso alveolar. Mas nem sempre é possível enxergar na radiografia, já que a anquilose pode ocorrem apenas em algumas áreas da raiz.

Quais as causas da Anquilose Dentária?

Não se sabe ao certo. As causas mais prováveis são alterações metabólicas locais, o fato de a paessoa ter batido o dente em alguma ocasião e até uma predisposição genética (quando outras pessoas da família também possuem dentes anquilosados). Certas síndromes, como a disostose cleidocraniana, por exemplo, parecem predispor à Anquilose.

Que problemas a Anquilose Dentária pode causar?

• Problemas de posicionamento dentário (tanto do dente anquilosado quanto do antagonista. O dente correspondente no arco oposto pode extruir – ficar mais alto – de forma a compensar o problema);
• Problemas de oclusão (de mordida) de forma geral;
• Atraso na queda do dente de leite anquilosado;
• Atraso no nascimento do dente permanente correspondente ou irrupção ectópica ( nascer no lugar errado);
• Impossibilidade de movimentação ortodôntica;
• Impossibilidade de tracionar dente incluso.

Anquilose Dentária tem tratamento?

• Nos casos de infra-oclusão leve, basta o acompanhamento clínico e radiográfico, de forma a monitorar a reabsorção radicular do dente anquilosado e o estado de desenvolvimento e irrupção do sucessor permanente, intervindo somente quando necessário. Outra possibilidade é a de reconstruir o dente em resina, por exemplo, deixando- o mais alto e devolvendo a função;
• Quando indicado pode-se recorrer à luxação cirúrgica, ou seja, ao descolamento do dente do osso, aguardando que o dente caia sozinho em até 6 meses.
• Em alguns casos a melhor opção é a extração, levando-se em conta a necessidade de manutenção do espaço.

Os molares inferiores de leite têm 25 vezes mais chances de apresentarem Anquilose do que os outros dentes, principalmente o primeiro molar. A Anquilose Dentária pode acontecer tanto com dentes de leite quanto com dentes permanentes.

Fonte: Medo de Dentista. Disponível em: http://medodedentista.com.br/2013/05/o-que-e-anquilose-dentaria.html. Acesso em: 02/09/2016.