Como faço para ter sucesso na minha profissão?

Compartilhe:

Todos querem um “segredo do sucesso”.

Em primeiro lugar, seria muito difícil definir sucesso. Cada um tem sua definição baseado em suas necessidades de vida, anseios, valores, crenças etc. Mesmo que pressupormos que o sucesso supracitado seja sinônimo de êxito financeiro, quanto seria isto? Qual o número que lhe satisfaria?

Mas o que mais me estranha nesta pergunta é o fato de que as pessoas se importam muito com o resultado final e pouco com o caminho. O técnico da seleção brasileira masculina de vôlei, Bernardinho, tem uma frase muito boa que vai de encontro a isto: “Meus jogadores devem gostar mais do processo do que da chegada!”.

Ou seja, os bons empreendedores gostam do ato de empreender, têm prazer em criar, em idealizar novas formas de trabalho, de inventar microrganismos operacionais que os permitam fazer o mesmo de modo diferente e de serem muito mais reconhecidos pela criação e inovação do que pelo número de zeros em seus contracheques.

Também sabem que não vão acertar tudo e muito menos “de primeira”, e que empreender, como tudo na vida, só é bem feito depois de muito treino.

Claro que empreendedores querem resultados financeiros, afinal isto lhes daria mais condições de novas empreitadas. É fácil saber quem nasceu para empreender e quem nasceu para entregar; o segundo já pensa na aposentadoria logo que começa a trabalhar e o outro nunca pensa.

Outra preocupação minha para esta pergunta é que, naturalmente e influenciados pela própria formação técnica, os profissionais, chamados de liberais, têm uma forma de pensar que caminha muito mais no eu sou o negócio, ao invés de eu tenho um negócio. Com isso, temos mais um problema na pergunta acima, pois ela se refere à pessoa (“como faço”) e não ao negócio, e os caminhos são totalmente diferentes.

Mas não deixarei o leitor sem resposta! Considerarei que se trata de um negócio, certo? E como os dentistas adoram um passo a passo, vai mais um aí:

• Desenvolva uma boa visão mercadológica – e isto é conquistado com a combinação de três ingredientes: inteligência, criatividade e informação;
• Identifique um gap, uma lacuna de mercado, procure uma demanda não atendida por um determinado grupo de pessoas – para tanto é preciso compreender o comportamento de compra das pessoas e como elas gostariam que os serviços fossem entregues (com mais rapidez, segurança, conforto, sofisticação, mais barato...);
• Acredite em sua ideia! Mas cheque-a com quem possui mais experiência e condições de avaliá-la, pois possuem informações que possa não ter. Uma consultoria é um bom caminho;
• Crie uma forma de atender a essa demanda – elabore um modelo de entrega totalmente baseado nas necessidades específicas deste grupo;
• Organize o negócio segundo esta premissa, principalmente no tripé dos serviços: aparência, pessoas e processos;
• Desenvolva processos operacionais e de gestão que permitam a você “enxergar” o seu negócio como um todo, principalmente a sua saúde financeira, que é seu combustível;
• Mantenha o mercado e o seu negócio sob constante vigilância;
• Aja! A palavra do empreendedorismo é fazer;
• Seja rápido nas decisões e coerente em suas ações;
• Não seja tão inocente em acreditar em “segredos do sucesso”, nem em passo a passo para ele, mas, estes aqui podem ajudá-lo!

Bons negócios e até a próxima!

Fonte: Implante News Prótese News. Disponível em: http://www.inpn.com.br/Materia/OdontologiaNegocios/121867. Acesso em: 28/03/2019.